google.com, pub-7228869011542059, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

"Denegrir a palavra ?"​ Sério ?


Denegrir
Carolina Cimenti foi corrigida durante o "GloboNews em Pauta"​ por usar o termo denegrir. Fonte GloboNews

Compreendo que arrisco criar alguma controvérsia ao abordar este tema, mas, devo admitir, ele tem-me inquietado.


Certa vez, enquanto navegava no Facebook (como é habitual), deparei-me com uma publicação de um amigo de longa data que discutia a importância da etimologia e a possível conotação racista da palavra "denegrir". Já na internet, encontrara deduções semelhantes acerca de expressões e, mais especificamente, de palavras, como a tão desvalorizada "logomarca", sendo amplamente reconhecida (e mal compreendida) no meu campo de Comunicação Visual.


A rejeição desta palavra também se baseia na sua etimologia. Para esclarecer, a etimologia é o estudo da origem e formação das palavras (do grego: étimos = verdadeiro e logos = estudo). Normalmente, procuro não interpretar as coisas de forma convencional ou preconceituosa - ou mesmo vingativa -, uma vez que sei que o ideal é buscar uma compreensão lúcida dos factos e das questões que enfrentamos.


Dessa forma, evitamos cometer injustiças, especialmente contra aqueles que não conseguem se defender (como uma palavra, por exemplo). No entanto, só podemos alcançar essa visão se nos esforçarmos para transcender a carga de informações e ideias negativas que gradualmente nos são "ensinadas". É um processo de reeducação que leva tempo para ser bem-sucedido e depende da nossa vontade de mudar.


Voltando à publicação do meu amigo, aquele raciocínio - de considerar "denegrir" uma palavra racista (mesmo com boas intenções) - pareceu-me um tanto equivocado, e acabei por manifestar a minha discordância.


Não é necessário mencionar a quantidade de comentários feitos em resposta aos meus argumentos. Compreendo que, em momentos como esse, as pessoas que desejam erradicar o mal e a injustiça do mundo tendem a ficar exaltadas e a adotar uma postura inquisitória e até mesmo agressiva em relação àqueles (como eu) que não conseguem compreender completamente a situação de desfavorecimento enfrentada por determinados grupos sociais.


É compreensível, mas nem sempre é justo - mesmo que cada um afirme ter as suas razões. Isso ocorre porque as pessoas não podem viver as mesmas experiências e, consequentemente, não podem pensar exatamente da mesma maneira, especialmente quando se trata de como percebem determinadas expressões e palavras.


Pesquisei amplamente sobre o termo "denegrir" e, entre os defensores e detratores dessa palavra, encontrei uma quantidade significativa de informações que, no final das contas, refutavam a ideia de racismo associada a ela, não na sua origem, mas na forma como é percebida atualmente.


É importante enfatizar que as pessoas frequentemente têm uma compreensão errada da etimologia: elas acreditam que podem ou não justificar a relevância de uma palavra com base na etimologia, sem perceber que desconhecem a origem da maioria das palavras que usam no dia a dia e, portanto, todo o processo de evolução que cada palavra passou até se tornar o que é hoje.


No entanto, mesmo assim, quando uma palavra causa desconforto, recorre-se à etimologia para legitimar a sua inadequação. E você, caro leitor, o que pensa sobre isso?

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page