google.com, pub-7228869011542059, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Posts do fórum

João Falanga
21 de jan. de 2024
In Autores
#politica #politicos
Sobre política  content media
0
0
0
João Falanga
21 de jan. de 2024
In Trívia
#marketingdigital
Marketing Digital  content media
0
0
8
João Falanga
02 de jan. de 2024
In Discussões gerais
CHOQUEI - Lacrando Vidas content media
0
0
0
João Falanga
24 de dez. de 2023
In Citações
Neste Natal, desejo a todos vocês um momento repleto de alegria, amor e risadas contagiantes. Que a magia dessa época ilumine cada canto de suas vidas, enchendo seus corações de paz e gratidão. Que o ano novo seja como um livro em branco, pronto para ser preenchido com páginas emocionantes e conquistas extraordinárias. Feliz Natal e um próspero Ano Novo! Que a felicidade esteja sempre presente em suas jornadas, e que a amizade que compartilhamos se fortaleça ainda mais. Boas Festas, e que cada momento seja recheado de sorrisos e abraços calorosos.
Mensagem de Fim de Ano content media
0
0
4
João Falanga
02 de nov. de 2023
In Citações
Amar é qualquer coisa de mais grave e significativo do que o entusiasmo pelas linhas de um rosto e a cor de uma face; é decidirmo-nos por um certo tipo de ser humano que é simbolicamente anunciado nos pormenores do rosto, da voz e dos gestos. O amor é uma escolha profunda. José Ortega y Gasset
0
0
0
João Falanga
02 de nov. de 2023
In Citações
Levante suas palavras, não sua voz. É a chuva que faz as flores crescerem, não os trovões. Rumi
0
0
0
João Falanga
30 de set. de 2023
In Trívia
Acabei de assistir o filme “O som da Liberdade”, do diretor Alejandro Gómez Monteverde, e fiquei muito impressionado com a história real de Tim Ballard, um ex-agente do governo americano que dedicou sua vida a resgatar crianças vítimas de tráfico humano e exploração sexual. O filme mostra as operações arriscadas e emocionantes que ele e sua equipe realizaram em vários países, enfrentando perigos e obstáculos para salvar essas crianças inocentes. O filme tem sido alvo de muita polêmica, principalmente nos Estados Unidos, por ser acusado de promover uma teoria da conspiração chamada QAnon, que alega que existe uma rede secreta de pedófilos poderosos que sequestram crianças e extraem seu sangue. Alguns críticos também afirmam que o filme apresenta uma visão distorcida e sensacionalista da realidade do tráfico humano, ignorando as complexidades e os contextos sociais que envolvem esse problema. Eu, pessoalmente, não vi nada disso no filme. O que eu vi foi um relato honesto e corajoso de um homem que se recusou a ficar indiferente diante de uma das maiores atrocidades do nosso tempo. Um homem que usou sua fé, sua coragem e sua compaixão para fazer a diferença na vida de milhares de crianças. Um homem que inspirou outras pessoas a se juntarem à sua causa e a lutarem por um mundo mais justo e humano. Se você se sensibiliza com o tema do filme, eu recomendo que você assista e tire suas próprias conclusões. Se você não se sensibiliza, talvez seja melhor não assistir. • #osomdaliberdade • #traficohumano • #timballard • #operationundergroundrailroad • #resgatecriancas • #cinema • #polêmica • #qanon
O som da Liberdade: um filme que mostra a realidade do tráfico humano e a coragem de quem o combate content media
1
0
4
João Falanga
24 de set. de 2023
In Perguntas e respostas
📊 Uma reflexão sobre a recente pesquisa do Datafolha, que aponta que 1 em cada 5 brasileiros já experimentou maconha. 🤔🌿 É alarmante ver esses números, mas precisamos questionar a abrangência da pesquisa. 🌎 A matéria indica que a pesquisa foi realizada em algumas cidades, e afirmar que esses resultados representam todo o Brasil parece uma irresponsabilidade. 🇧🇷 Afinal, quais foram as perguntas utilizadas? Como foram coletados os dados? 🤷‍♂️ Como alguém que estudou Ciências e Dados, sei que a metodologia é crucial para a integridade dos resultados. 📚📊 Devemos sempre nos perguntar sobre a forma como as informações são coletadas para garantir que não comprometam a qualidade da pesquisa. 🧐📝 Reprodução: Flipar Minoria dos entreviReprodução: Flipar Minoria dos entrevistados continuou a usar maconhastados continuou a usar maconha #PesquisaDatafolha #MetodologiaDePesquisa #DadosConfiáveis #Ciência #Brasil #Maconha https://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2023-09-23/pesquisa-datafolha--1-em-cada-5-brasileiros-relata-ja-ter-fumado-maconha.html (https://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2023-09-23/pesquisa-datafolha--1-em-cada-5-brasileiros-relata-ja-ter-fumado-maconha.html)
📊 Uma reflexão sobre a recente pesquisa do Datafolha, que aponta que 1 em cada 5 brasileiros já experimentou maconha. 🤔🌿 content media
0
0
0
João Falanga
22 de set. de 2023
In Trívia
I wanted to be with you alone And talk about the weather But traditions I can trace Against the child in your face Won't escape my attention You keep your distance With a system of touch And gentle persuasion I'm lost in admiration Could I need you this much? Oh, you're wasting my time You're just, just, just wasting time Something happens and I'm head over heels I never find out till I'm head over heels Something happens and I'm head over heels Ah! Don't take my heart, don't break my heart Don't, don't, don't throw it away Throw it away Throw it away I made a fire and watching it burn I thought of your future With one foot in the past Now, just how long will it last? No! No! No! Have you no ambition? (What's the matter with) My mother and my brothers Used to breathing clean air (Nothing ever changes when you're acting your age) And dreaming I'm a doctor (Nothing gets done when you feel like a baby) It's hard to be a man When there's a gun in your hand (Nothing ever changes when you're acting your age) Oh, I feel so Something happens and I'm head over heels I never find out till I'm head over heels Something happens and I'm head over heels Ah, don't take my heart, don't break my heart Don't, don't, don't throw it away And this my four leaf clover I'm on the line, one open mind This is my four leaf clover (La la-la la la, la la-la la la) (La la la-la la-la) (La la-la la la, la la-la la la) (La la la-la la-la) (La la-la la la, la la-la la la) (La la la-la la-la) (La la-la la la, la la-la la la) (La la la-la la-la) In my mind's eye One little boy, one little man Funny how time flies
Head Over Heels/ Tears For Fears content media
1
0
1
João Falanga
22 de set. de 2023
In Autores
"A moral, propriamente dita, não é a doutrina que nos ensina como sermos felizes, mas como devemos tornar-nos dignos da felicidade." Immanuel Kant
A Moral Segundo Immanuel Kant: Tornando-nos Dignos da Felicidade content media
0
0
1
João Falanga
22 de set. de 2023
In Trívia
L. do D. Reparando, às vezes, no trabalho literário abundante ou, pelo menos, feito de coisas extensas e completas de tantas criaturas que ou conheço ou de quem sei, sinto em mim uma inveja incerta, uma admiração desprezante, um misto incoerente de sentimentos mistos. Fazer qualquer coisa completa, inteira, seja boa ou seja má — e, se nunca é inteiramente boa, muitas vezes não e inteiramente má —, sim, fazer uma coisa completa causa-me, talvez, mais inveja do que outro qualquer sentimento. E como um filho; é imperfeita como todo o ente humano, mas é nossa como os filhos são. E eu, cujo espírito de crítica própria me não permite senão que veja os defeitos, as falhas, eu, que não ouso escrever mais que trechos, bocados, excertos do inexistente, eu mesmo, no pouco que escrevo, sou imperfeito também. Mais valera, pois, ou a obra completa, ainda que má, que em todo o caso é obra; ou a ausência de palavras, o silêncio inteiro da alma que se reconhece incapaz de agir. Penso se tudo na vida não será a degeneração de tudo. O ser não será uma aproximação — umas vésperas ou uns arredores. Assim como o Cristianismo não foi senão a degeneração bastarda do neoplatonismo abaixado (...) a judaização do helenismo falso, romano, assim nossa época [...] é o desvio múltiplo de todos os grandes propósitos, confluentes ou opostos, de cuja falência surgiu a era com que faliram. Vivemos um entreacto com orquestra. Mas que tenho eu, neste quarto andar, com todas estas sociologias? Tudo isto é-me sonho, como as princesas da Babilónia, e o ocuparmo-nos da humanidade é fútil, fútil — uma arqueologia do presente. Sumir-me-ei entre a névoa, como um estrangeiro a tudo. Vinha humana desprendida do sonho do muro e navio com ser supérfluo à tona de tudo. s.d. ― Livro do Desassossego por Bernardo Soares. Vol.II. Fernando Pessoa. (Recolha e transcrição dos textos de Maria Aliete Galhoz e Teresa Sobral Cunha. Prefácio e Organização de Jacinto do Prado Coelho.) Lisboa: Ática, 1982.   ― "Fase confessional", segundo António Quadros (org.) in Livro do Desassossego, por Bernardo Soares, Vol II. Fernando Pessoa. Mem Martins: Europa-América, 1986.
Reparando, às vezes, no trabalho literário abundante ou, pelo menos, content media
0
0
1
João Falanga
07 de set. de 2023
In Citações
Jovens chega de buscar em copos vazios o vinho que está disposto ao seu lado. Ouvir não é ser submisso é sabedoria. Interpretar é inteligência. E escolher é o início de se amar. Paulo Marcos
Trecho do texto No Banco com Pensamentos & Músicas - O Mundo das Conveniências  content media
0
0
1
João Falanga
04 de set. de 2023
In Trívia
Kira Kosarin embodying the sensuality of Wonder Woman, her costume a blend of classic and modern, showcasing her powerful yet alluring presence, against a vibrant urban backdrop with dazzling city lights and a hint of mystery, Photography, high-quality digital, using a full-frame DSLR camera with a 50mm prime lens, --ar 16:9 --v 5.0
Wonder Woman content media
0
0
3
João Falanga
03 de set. de 2023
In Artigos
Introdução Nesta era digital, onde as transações financeiras online ganham cada vez mais espaço, você já se perguntou por que as agências bancárias no Brasil ainda contam com vigilantes? Este artigo explora essa questão, revelando a importância desses profissionais e as normas que garantem a segurança nas agências. 1. A Necessidade da Segurança nas Agências Bancárias Neste tópico, discutiremos as razões por trás da necessidade de vigilantes nas agências bancárias, enfatizando a segurança dos clientes e funcionários. 2. A Realidade da Criminalidade no Brasil Exploraremos a situação da criminalidade no Brasil e como isso afeta diretamente a segurança nas agências bancárias. 2.1. Roubos a Agências Bancárias Detalharemos os números alarmantes de roubos a agências bancárias no país, destacando a urgência de medidas de segurança. 3. O Papel dos Vigilantes nas Agências Bancárias Aqui, explicaremos as funções e responsabilidades dos vigilantes e como eles contribuem para a segurança das agências. 3.1. Treinamento e Qualificações Focaremos nos requisitos de treinamento e qualificações necessários para se tornar um vigilante em uma agência bancária. 4. Normas e Regulamentações Este tópico aborda as normas e regulamentações que governam a contratação e atuação de vigilantes em agências bancárias no Brasil. 4.1. Lei 7.102/1983 Explicaremos a importância da Lei 7.102/1983 e como ela estabelece as bases legais para a segurança em instituições financeiras. 4.2. Normas da Polícia Federal Destacaremos as normas da Polícia Federal que supervisionam a atividade dos vigilantes. 5. Benefícios para a Sociedade e para o Setor Bancário Neste tópico, destacaremos como a presença de vigilantes beneficia não apenas a segurança, mas também o setor bancário e a economia. 6. Tecnologia e Inovação na Segurança Bancária Abordaremos como a tecnologia está sendo integrada à segurança nas agências bancárias, complementando o trabalho dos vigilantes. 7. O Futuro da Segurança em Agências Bancárias Concluiremos o artigo discutindo as tendências e perspectivas futuras para a segurança em agências bancárias. Conclusão Resumiremos os principais pontos deste artigo, reforçando a importância dos vigilantes e das normas de segurança nas agências bancárias brasileiras.
Por que as agências bancárias no Brasil possuem vigilantes e quais as normas que regulamentam isso? content media
0
0
0
João Falanga
19 de ago. de 2023
In Trívia
… Sometimes you're better off dead There's a gun in your hand it's pointing at your head You think you're mad, too unstable Kicking in chairs and knocking down tables In a restaurant in a West End town Call the police, there's a mad man around Running down underground To a dive bar in a West End town … In a West End town, a dead end world The East End boys and West End girls In a West End town, a dead end world The East End boys and West End girls West End girls … Too many shadows, whispering voices Faces on posters, too many choices If, when, why, what? How much have you got? Have you got it, do you get it If so, how often? Which do you choose A hard or soft option? (How much do you need?) … In a West End town, a dead end world The East End boys and West End girls In a West End town, a dead end world The East End boys and West End girls West End girls West End girls … In a West End town, a dead end world The East End boys and West End girls Ooh, West End town, a dead end world East End boys, West End girls West End girls … You got a heart of glass or a heart of stone Just you wait 'til I get you home We've got no future We've got no past Here today, built to last In every city, in every nation From Lake Geneva to the Finland station (How far have you been?) … In a West End town, a dead end world The East End boys and West End girls A West End town, a dead end world East End boys, West End girls West End girls … West End girls West End girls (How far have you been?) Girls Fonte: LyricFind Compositores: Christopher Lowe / Neil Tennant Letra de West End Girls © Kobalt Music Publishing Ltd.
West End Girls  content media
0
0
1
João Falanga
08 de ago. de 2023
In Autores
Pedro e Judas, foram alertados do pecado que cometeriam. Ambos traíram Jesus, e é seguro afirmar que ambos se sentiram desgostosos com a traição. Acima citei algumas semelhanças, além de que ambos eram discípulos de Jesus, e serviram ao lado do Mestre pelo mesmo período de tempo, passaram pelo mesmo processo de "seleção", viram os mesmos milagres e ouviram os mesmos ensinamentos. Entretanto existem importantes diferenças. Ao serem tocados pelo remorso, Pedro e Judas tiveram atitudes opostas. Enquanto Judas se precipitou, Pedro esperou e confiou no Amor de Jesus. Judas fez a trágica escolha pelo suicídio e Pedro perseverava em oração. Embora o pecado deles fosse parecido, o final foi completamente diferente. Judas saiu da história com a memória manchada, culpado, "condenado", já Pedro, foi mais uma vez comissionado, perdoado, renovado, e se tornou referência para os demais Apóstolos. Sim, é verdade, Pedro era explosivo, autêntico e sincero, mas longe de ser um homem perigoso. O perigo estava em Judas que sorria e beijava no rosto. Portanto cuidado com as pessoas repletas de "carícias" e de fala mansa.
Portanto cuidado com as pessoas repletas de "carícias" e de fala mansa. content media
0
0
4
João Falanga
04 de jul. de 2023
In Artigos
Elize Araújo Kitano Matsunaga era cheia de sonhos. Na infância, almejava sair do interior do Paraná em busca de uma vida melhor na capital. Mudou-se para Curitiba e escolheu ser prostituta de luxo. Entre um programa e outro, pensava em ser resgatada da vida degradante por um homem romântico, casar-se e ser mãe. Todos os seus desejos foram realizados. Ela subiu ao altar com o empresário Marcos Matsunaga em outubro de 2009. A tão sonhada filha nasceu em 2011. Seu mundo caiu um ano depois, quando resolveu dar um tiro na cabeça do marido, dentro da sala do apartamento em que moravam, e esquartejá-lo em sete pedaços usando uma faca de cozinha. Em seguida, colocou as partes do corpo em sacos de lixo e fez a desova numa mata de beira de estrada, onde foram devoradas por cachorros e urubus. O crime chocou o país. Na hora de confessar o delito, Elize disse que matou porque estava sendo traída e vivia sob constante ameaça de ficar longe da filha. E usa o amor materno para justificar a brutalidade de seu ato. “Não queria ser presa e ficar longe dela”, argumentou. Depois de matar o pai da sua filha, Elize iniciou uma saga para receber o perdão da menina. “Um dia, filha, quero te contar pessoalmente tudo o que aconteceu naquele apartamento. Mas, se você não me perdoar, eu entenderei”, escreveu. A menor, com 10 anos em 2021, já conhecia toda história da mãe assassina. No documentário intitulado Elize Matsunaga – Era uma vez um crime (Netflix), a viúva fala do sentimento de ter dado um tiro na cabeça do marido, mas omite os detalhes brutais do esquartejamento. “Há segredos na vida que a gente leva para o túmulo”, anunciou na TV. Os segredos que Elize quer enterrar com a sua morte estão revelados nas páginas desta obra. #elizematsunaga #ulissescampbell
1
0
1
João Falanga
04 de jul. de 2023
Por que aprender sobre Ciências de Dados, um curso que acabei de concluir? Qual sua importância hoje content media
0
0
1
João Falanga
04 de jul. de 2023
In Trívia
The last supper content media
1
0
1

João Falanga

Administrador
Mais ações
bottom of page