google.com, pub-7228869011542059, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Não deixe a emoção acabar cedo: procrastine e deixe a declaração do imposto de renda para o final.


Sim, hoje é o último dia, e pensei no assunto…


Na verdade, o assunto é…


O hábito brasileiro de deixar tudo para última hora


Hoje é o último dia para a entrega da declaração de imposto de renda para a Receita Federal do Brasil. Apesar do prazo ter sido estendido até o dia 31 de maio, muitos brasileiros deixam para enviar suas declarações somente no último minuto.


Esse hábito de #procrastinação é comum em diversas áreas da vida do brasileiro, desde a entrega de trabalhos escolares até a realização de tarefas domésticas. Mas, quando se trata de obrigações #fiscais, como a declaração de imposto de renda, a procrastinação pode trazer consequências mais graves.





O que pode acontecer ao deixar tudo para última hora?


Multas e juros


Ao deixar para enviar a declaração de imposto de renda na última hora, o contribuinte corre o risco de enfrentar multas e juros caso haja algum erro ou problema no envio. Além disso, a Receita Federal pode demorar mais para processar a declaração, o que pode atrasar o recebimento da restituição.


Estresse e ansiedade


Deixar tudo para última hora pode gerar estresse e ansiedade, já que o contribuinte fica preocupado em cumprir o prazo e enviar a declaração corretamente. Isso pode afetar a saúde mental e física do indivíduo.


Falta de organização


Procrastinar pode indicar uma falta de #organização e #planejamento , o que pode afetar outras áreas da vida do brasileiro, como o trabalho e a vida pessoal. A procrastinação pode levar a um acúmulo de tarefas e obrigações, o que pode ser difícil de lidar.


Como evitar a procrastinação?


Para evitar a #procrastinação, é importante criar uma rotina e um planejamento para cumprir as tarefas e obrigações. Estabelecer prazos e #metas pode ajudar a manter o foco e a disciplina. Além disso, é importante reconhecer os motivos que levam à procrastinação e trabalhar para superá-los.


Existem diversas técnicas e conselhos que podem ajudar a combater a procrastinação. Aqui estão algumas sugestões:

  1. Identifique o motivo da procrastinação: muitas vezes, a procrastinação pode ser causada por #ansiedade , medo ou falta de clareza quanto às tarefas a serem realizadas. Identificar o motivo pode ajudar a encontrar uma solução mais eficaz.

  2. Faça um planejamento: estabeleça #prazos realistas e crie uma lista de tarefas para cada dia ou semana. Isso pode ajudar a manter o foco e a organização.

  3. Comece pelas tarefas mais difíceis: ao realizar as tarefas mais desafiadoras primeiro, é possível evitar a sensação de sobrecarga e aumentar a motivação.

  4. Use a técnica #Pomodoro: essa técnica consiste em trabalhar por um período específico (geralmente 25 minutos) e depois fazer uma pausa curta. Isso pode ajudar a manter o foco e a produtividade.

  5. Evite distrações: desative as notificações do celular e do computador e escolha um local tranquilo para trabalhar.

  6. Pratique a autocompaixão: ser duro consigo mesmo pode aumentar a ansiedade e a procrastinação. Praticar a autocompaixão e ser gentil consigo mesmo pode ajudar a reduzir o estresse e aumentar a motivação.

  7. Busque ajuda profissional: se a procrastinação estiver afetando significativamente a sua vida, pode ser útil buscar ajuda profissional de um psicólogo ou terapeuta.

Essas são apenas algumas sugestões, e cada pessoa pode encontrar técnicas e estratégias que funcionem melhor para ela. O importante é reconhecer a procrastinação como um problema e buscar soluções para superá-la.

Aqui abrirei um parentese. Vejo muita propaganda em redes sociais falando que procrastinação não é um hábito ruim. É uma bobagem isso. Confesso que novamente, na maioria das vezes, é no Instagram. (está difícil ficar neste rede social… só propaganda…)


A procrastinação é um fenômeno bem conhecido e estudado que pode ter impactos negativos na produtividade, saúde mental e bem-estar geral de um indivíduo. Embora alguns anúncios patrocinados do Instagram possam afirmar que a procrastinação não é um hábito ruim, é importante ser crítico em relação a essas afirmações e examinar as evidências por trás delas.


Não há evidências científicas que apoiem a afirmação de que a procrastinação não é um hábito ruim ou que não existe. Na verdade, pesquisas mostram que a procrastinação pode levar a resultados negativos, como aumento do estresse, diminuição do bem-estar e desempenho acadêmico e profissional inferior.


É possível que alguns desses anúncios patrocinados sejam táticas de marketing para vender cursos ou produtos relacionados à produtividade, ou gerenciamento do tempo. É importante ser crítico em relação a quaisquer afirmações feitas nesses anúncios e fazer sua própria pesquisa antes de investir em qualquer curso ou produto.


Existe um estudo sobre esse fenômeno:


Steel, P. (2007). The nature of procrastination: A meta-analytic and theoretical review of quintessential self-regulatory failure. Psychological Bulletin, 133(1), 65–94. https://doi.org/10.1037/0033-2909.133.1.65


No caso da declaração de imposto de renda, é recomendado que o contribuinte comece a preparar os documentos com antecedência e faça a declaração com calma e atenção aos detalhes. Isso pode evitar erros e problemas no envio.


Em resumo, o hábito brasileiro de deixar tudo para última hora pode trazer consequências negativas para o dia a dia das pessoas, especialmente quando se trata de obrigações fiscais. Para evitar esses problemas, é importante criar uma #rotina e um #planejamento para cumprir as tarefas e obrigações com antecedência e atenção aos detalhes.


E por favor, não procrastine e deixe para depois escrever nos comentários.


Escreva assim que acabar de ler o texto.


Agradeço.

3 visualizações0 comentário

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page