google.com, pub-7228869011542059, DIRECT, f08c47fec0942fa0
top of page

Desvendando a Resistência à Inovação: Por que Algumas Pessoas Preferem a Rotina Conhecida


Inovação
Inovação

A inovação é uma força transformadora que impulsiona o progresso e a evolução em todas as áreas da vida. Contudo, é importante lembrar que nem todos abraçam o novo e revolucionário de braços abertos. Muitas pessoas preferem a segurança de uma rotina previsível e familiar. Para aqueles que são defensores da inovação, pode ser difícil compreender essa mentalidade. No entanto, ao longo de sua carreira, é provável que você encontre muitas pessoas que simplesmente se sentem desconfortáveis com a inovação, e você precisará aprender a trabalhar com elas. O primeiro passo para chegar a um acordo é o entendimento. Portanto, vamos examinar algumas das razões pelas quais as pessoas, às vezes, se sentem desconfortáveis com a inovação.


1. O Medo da Mudança


A mudança nem sempre é confortável. Todos nós, em certo grau, somos naturalmente inclinados a temer a mudança, pois nossos cérebros estão programados para nos proteger. Qualquer coisa nova representa um risco, é como se fosse uma quebra de confiança para o nosso cérebro, e isso instantaneamente gera estresse. No entanto, alguns indivíduos tornaram-se menos avessos ao risco do que outros e são capazes de enxergar os benefícios de ampliar os limites de suas zonas de conforto. Essas pessoas são os inovadores, pois sabem que do outro lado da mudança, geralmente, há uma grande recompensa.


2. A Crença de que o Novo Processo ou Produto Não Funcionará


O ditado antigo "se não está quebrado, não conserte" às vezes é deixado de lado no processo de inovação, substituindo características que as pessoas já apreciam em favor de soluções inovadoras. Muitas vezes, isso funciona, com as novas funcionalidades melhorando o conceito anterior. No entanto, as mudanças também podem ter o efeito oposto. As pessoas frequentemente se preocupam que as mudanças possam piorar um processo em vez de melhorá-lo. Essa é uma preocupação válida. Basta olhar o caso da Strongbow Cider, que alterou a fórmula nos EUA em 2014, alienando clientes em todo o país que preferiam a fórmula antiga. A inovação precisa ser acompanhada de cautela, pesquisa e bom senso para ser bem-sucedida, e muitas pessoas são céticas em relação a tentar melhorar algo que os clientes já apreciam.


3. Sentimento de Ameaça


Muitos executivos e líderes organizacionais têm dificuldade em abraçar a inovação, pois a mudança pode fazê-los se sentirem ameaçados. É fácil sentir que seu chefe tem a palavra final e nenhuma consequência, já que normalmente há uma grande pressão sobre os executivos por parte dos acionistas. Eles podem se sentir ameaçados pela mudança e ter medo de serem substituídos à medida que as mudanças varrem o escritório.


4. Falta de Criatividade


Muitas pessoas que resistem à inovação são mais inclinadas à lógica do que à criatividade. Estar à vontade com a inovação geralmente significa ter muitas ideias criativas e não ter medo de testá-las. Todos têm conjuntos de habilidades diferentes, e algumas pessoas simplesmente não pensam de maneira tão criativa quanto outras.


5. Cautela


Compreensivelmente, algumas pessoas são cautelosas em relação à inovação. Os erros podem ser custosos, e embora o fracasso seja parte do processo de inovação, mergulhar de cabeça pode resultar em grandes perdas. Aqueles que são cautelosos podem não estar desconfortáveis com a inovação em si, mas sim com a velocidade do progresso e da mudança. Às vezes, uma ideia específica pode não atender à organização no momento, mas pode fazê-lo no futuro. É bom ter um pouco de cautela na inovação, desde que essa cautela não iniba a criatividade.


6. Evitar o Fracasso a Todo Custo


O fracasso é uma parte normal do processo de inovação, mas muitas pessoas se recusam a aceitar esse fato. Em vez disso, elas têm expectativas irreais em relação às inovações e aos inovadores ou simplesmente evitam novas ideias. Ninguém está isento do aspecto do fracasso na inovação. Muitas grandes empresas tiveram inovações famosas que falharam, incluindo Pepsi, Ford e até mesmo a Apple. Essas empresas tiveram produtos que fracassaram por várias razões: o mercado-alvo não estava definido, o produto era muito caro, a ideia estava fora do contexto da marca, entre outros. Pessoas criativas precisam aceitar que nem todas as ideias são bem-sucedidas, o que pode ser difícil para algumas.


Compreendendo os Não-Inovadores


Embora seja fácil ficar frustrado com pessoas que não são inovadoras ou criativas quando você está cheio de ideias, é muito importante aprender a trabalhar com elas. Essas pessoas trazem algo valioso para a mesa, embora de uma maneira diferente dos inovadores. Além de precisar trabalhar com executivos, como um COO, que se preocupam com os esforços de inovação, você também precisa ter todos os funcionários a bordo, pois isso cria uma cultura organizacional forte. Embora você não possa fazer com que todos ao seu redor se sintam totalmente à vontade com a ideia de mudança, é importante não desconsiderar suas preocupações. Em vez disso, tente entender essas preocupações e trabalhar juntos para encontrar um acordo aceitável em questões de inovação.

2 visualizações0 comentário

Comentarios

Obtuvo 0 de 5 estrellas.
Aún no hay calificaciones

Agrega una calificación
bottom of page